quinta-feira, 3 de abril de 2008

Dicas para Corredores!!!

Nas corridas não existem verdades eternas. No máximo umas têm prazo de validade maior e duram mais que outras. Este artigo foi retirado da Revista Contra Relógio, lembrei-me de colocar no meu blog pois é sempre bom saber ou relembrar assuntos relacionados com as corridas.


Experiências
Nunca experimente nada nas vésperas da corrida. Toda e qualquer experiência, deve de ser feita fora dessas ocasiões. Em se tratando de alimentação, como o organismo necessita de um tempo hábil para responder, a prudência recomenda que também não se façam experiências nos dias que antecedem a prova.

Consultas Médicas
Antes de calçar os ténis e sair para correr, todos devemos fazer uma avaliação médica inicial.
Evitar Bolhas
As bolhas são um inferno, provocadas pelo calor gerado do atrito, a melhor forma de evitá-las é lubrificando as partes que se tocam. É aí que a vaselina entra em cena. No caso dos pés, experimente Vickvaporub. Além de lubrificar, a cânfora e o mentol dão uma agradável sensação de frescura..Mas não aplique grandes quantidades e espalhe muito bem.
Vaselina
Nos dias mais frios, substitua a vaselina sólida pela líquida. Além de aplicar na área que voçê precisa, aplique também acima dela. Assim ela irá "escorrer" durante a corrida e vai lubrificar por mais tempo a região que quer. Para proteger os mamilos masculinos a vaselina costuma funcionar, mas senão for o caso ponha uma gase cozida na camisola.
Barba
Tente fazer a barba á noite antes de dormir, outra alternativa é usar Barbeador electrico.
Atacadores
Não tem nada pior que ser obrigado a parar no meio de uma corrida para apertar os ténis. Ao invés de uma laço dê dois laços.
Segurança
Por vezes só se consegue treinar antes do amanhecer ou então á noite e nos dois casos está escuro. Então não descure da sua segurança: além de correr contra o trânsito, use sempre cores claras, vivas e refletivas. O importante não é apenas ver, mas também ser visto.
Truque Mental
Se a distãncia o assusta, experimente dividi-lo mentalmente em duas ou três etapas. Ao invés de pensar nos dezoito quilometros, procure vê-los, por exemplo, comos sendo três etapas de seis.
Há outros truques parecidos, por exemplo: na segunda metade de uma prova, quando quiser correr mais rápido ou simplesmente acelerar, veja um corredor que esteja á sua frente e depois, lenta, firme e consistentemente tente ultrapassá-lo. Quando conseguir, escolha outro e repita a dose. Tudo com moderação, claro!
Quando estiver correndo atrás de outro corredor, procure fixar o seu olhar sempre nos ombros e nunca nos pés dele. Dessa forma, como o ponto de referência não fica constantemente se movendo, será mais fácil manter o ritmo sem se deixar confundir ou influenciar pela passada ou a cadência dele.
Ténis Maior
Corredores de longa distância costumam usar ténis sempre um ou até dois número acima. Existe lógica nisto. é que durante a corrida os pés dilatam-se devido ao aumento do fluxo sanguíneo. No entanto, quando muito folgados os ténis, também causam problemas, o ideal é compra-los sempre à tarde, quando os pés já estão inchados. Assim fica mais fácil calcular a folga sem exagero. Nõa se esqueça de experimenta-los com as meias que costuma correr.
A côr
A côr preta é a campeã do efeito estufa. Como de quente já basta a prova, pense nisso quando você for vestir ou comprar roupa de corrida.
Tempos
Dedique-se mais à distância e menos à velocidade
Inove, experimente, corra provas diferentes. Fazer uma corrida de montanha, participar numa corrida noturna, emtrar num duatlo, numa corrida de orientação....
Cada evento significa a oportunidade de marcar um novo recorde pessoal.
Trajecto
O ideal é conhecer o trajecto antes da corrida.
Unhas dos Pés
Nas corridas, principalmente quando há distâncias fortes, se as unhas dos pés não estiverem bem aparadinhas é problema na certa. Pressionadas contra a parte interna do bico dos ténis, além do desconforto que provocam, elas podem fazer com que desista da prova. Procure manter as unhas dos pés cortadas sempre bem rente, principalmente as do dedo grande do pé. Evite fazer isso na semana da prova, corre o risco de se ferir ao cortá-las.

2 comentários:

Ricardo Hoffmann disse...

Ótimas dicas!! Gostei especialmente da Truque mental. Valeu!

Carlos Lopes disse...

Olá Fátima
Essas dicas são do melhor, muitas vezes vamos para provas sem preparação, ou noção de pequenas coisas que fazem a diferença. Eu em qualquer prova, tento sempre lubrificar os pés, bem como utilizar Vaselina. Na parte do troque mental, quando faltam 5 kms, penso sempre k faltam 6kms, assim não crio ansiedade de chegar (cada um cada qual). Mas valeu pelas dicas.. Bons treinos.