sexta-feira, 2 de maio de 2008

Que pensas enquanto corres???



Tenho visitado tantos blogs ao longo destes quase dois anos de corridas e treinos, e aprendo imenso com eles. Todos são diferentes pela maneira que escrevem, uns são super divertidos e levam tudo para a brincadeira, enquanto que outros são cerebrais e avaliam tudo o que fazem e sentem. Outros fazem descrições que vão da paisagem, temperatura do dia, até ao que levam vestido. E ainda existem aqueles que poem nas palavras os seus mais verdadeiros sentimentos, preocupações, tristezas, alegrias, filhos, casa...a vida. No meio destas vidas todas, existe a corrida. Descobri que quando corro sozinha, a corrida leva-me a parte nenhuma...não consigo pensar enquanto corro, descobri que só penso em correr bem, se me doí alguma coisa, se estou a correr direita, que tipo de treino preciso de fazer, o tempo que corro, e mesmo em competição só penso na minha corrida. Descobri que o tempo de corrida é só meu, e sinto-me bem por isso. E quando acabo de correr, tudo me parece mais fácil, mais simples de lidar, os problemas não são assim tão complicados. Faz-me bem, fico sempre mais feliz comigo e com os outros.
Claro que quando corro acompanhada sou do pior, falo que nem uma matraca, mas é sempre diferente, são outros treinos, são outras companhias e gosto na mesma.
Bons treinos e melhores corridas!!!
"A alegria não está nas coisas: está em nós." (Goethe)

8 comentários:

CORREDOR " X " disse...

Eu sempre que começo a correr, falo comigo, vou resolver tal problema........que nada eu também só penso na corrida que estou fazendo !

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Bom Fátima quando eu começo a correr eu tento me concentrar nos treinos pensando em fazer o melhor.
Bom final de semana e boas corridas.
Um abraço,
JORGE
www.jmaratona.blogspot.com

Fernando Andrade. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Andrade. disse...

Interessante este título, Fátima.
No forum o mundodacorrida, eu tinha criado um tópico a que tinha chamado " A Maratona, o Treino e o Pensamento" precisamente para suscitar a reflexão e o debate sobre o que vai na nossa cabeça enquanto treinamos. Não foi muito participado, mas a intenção era boa. Se quiser dar uma olhadela, aqui vai o link.

http://www.omundodacorrida.com/phpBB2/forumdisplay.php?f=293&page=3&order=desc


Mas olhe que gosto bastante deste seu blogue. Parabéns.
FA

luis mota disse...

Olá Fátima!
Quando corro só tenho pensamentos positivos.
Correr faz-me muito feliz!
Amanhã vou ter mais um desses momentos em Bajouca-Leiria.
Bom fim-de-semana.
Luís Mota

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Hoje em dia, quando corro, raras são as vezes em que estou a pensar na corrida, ou no treino, ou na forma como o meu corpo e mente está a responder à corrida.

Acho que isso se deve ao facto de presentemente correr sem quaisquer fins competitivos.

Corro. Corre o corpo, corre o pensamento. Penso nas mais variadas coisas.

Pensar no treino enquanto treino (ou se estou numa corrida) só me provoca stress, e só se passa se sinto que tenho de cumprir tempos, marcar ritmos, e por aí fora. E normalmente dá asneira.

Como ultimamente o simples prazer de correr se sobrepôs a qualquer "Treino" digno desse nome, o pensamento fica livre para ir para bem lhe apetecer.

Fernando Andrade. disse...

Como já foi dito pela Ana, o pensamento do corredor é muito variável consoante os objectivos em vista. Uma corrida que visa um record (ou simplesmente uma boa marca) implica uma séria concentração. Mas julgo que não é a esse nível que tiramos prazer da corrida, se bem que, a apresentação de um bom resultado possa, de certa forma, superar o stress por que se passou para o conseguir.
O que dá mesmo prazer é “atirarmos” o pensamento nas mais variadas direcções, enquanto vamos passando o tempo correndo. Não invejo a sorte das elites, que sofrem muito para se manterem concentrados nas marcas que precisam fazer.
Por isso os campeões é que são falados (quando são!) e eu, que só ando “a gozar” com a corrida, permaneço -e bem- no anonimato do pelotão. Não se pode ter tudo.
Estou a lembrar-me daquela velha série televisiva “Fame” da Escola de Artes, em que a professora dizia aos alunos : - “If you want fame... tens que dar o litro”(ou qualquer coisa parecida).
Peço desculpa pela parvoice.
Beijinho

FA

Fabiana disse...

Quando corro penso e tantas coisas,horas boas e horas tristes mas também olhos em volta de tudo,reparo nas pessoas e na paisagem.
Tiro esse momento como meu e aproveito ao máximo.
**Bjus**